Carbono Social Serviços Ambientais
 
Anterior 1 2
 
Categoria I.E.: Substituição de biomassa não renovável para aplicações térmicas (Switch from Non - Renewable Biomass for Thermal Applications by The User) versão 01 de 01 de fevereiro de 2008.
 
A atividade será responsável pela redução de 129,910 toneladas equivalentes de carbono na atmosfera em um período de 10 anos, tornando a empresa passível de comercialização de créditos de carbono no Mercado Voluntário de Carbono.
 
- Impactos Socioeconômicos e Ambientais
Os impactos ambientais relevantes do projeto estão descritos na de Impactos Ambientais do Documento de Concepção de Projeto relativo à substituição de combustível da Cerâmica.
- Método de Aplicação dos Indicadores
A Metodologia do Carbono Social (MCS) constitui um diagnóstico das condições socioambientais do projeto com base nos Indicadores da MCS, sendo esses específicos para atividade do setor ceramista.

Esse setor é composto, em sua maioria, por empresas de pequeno porte. Embora possuam uma experiência extensiva na produção de peças estruturais, essas empresas ainda apresentam um baixo desempenho tecnológico no que se refere à eficiência dos processos, a qualidade da produção e aos impactos ao meio ambiente. Adicionalmente, o perfil dos trabalhadores do setor é caracterizado por carências de ordem socioeconômica como a baixa escolaridade, a falta de capacitação profissional e dificuldades financeiras.

A experiência e trabalhos realizados com as indústrias do setor demonstraram que o alcance do desenvolvimento sustentável demandaria, primeiramente, ações internas de responsabilidade socioambiental voltadas para a melhoria das condições de trabalho, doa recursos humanos e tecnológicos e da redução de impactos ao meio ambiente, através do uso eficiente e racional de insumos.
 
Anterior 1 2